Resultado online:

Entrar

Notícias


07. fev. 2018

Cientistas brasileiros descobrem compostos que podem tratar a febre amarela.

Pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas (ICB) da Universidade de São Paulo, do Instituto Butantan (SP) e da Fundação Oswaldo Cruz (RJ), descobriram que certas substâncias presentes em alguns remédios que podem auxiliar no tratamento contra a infecção por febre amarela.

A partir de uma espécie de biblioteca de compostos químicos desenvolvidos previamente, os pesquisadores analisaram cerca de 1.280 moléculas para determinar quais teriam maior eficácia contra a febre amarela, dessas 88 apresentaram ativos que inibem a infecção em pelo menos 50%. Os testes foram realizados em culturas de células humanas de fígado infectadas pelo vírus causador da doença.

 

Eletromicrografia do vírus da Febre Amarela. Centers for Disease Control and Prevention Publich Health Image Library.

 

O estudo foi realizado com a ajuda de aparelhos que analisam rapidamente como cada uma das partículas reage diante de células humanas infectadas com o vírus. O imunologista e um dos autores da pesquisa, Lucio Freitas-Junior, ressalta ainda que além do uso de tecnologia de ponta, foram realizados “ensaios confirmatórios para a potência da atividade antiviral e da atividade contra a célula hospedeira”.

Ou seja, pesquisadores tiveram o cuidado de verificar também se essas moléculas, que podem inibir o vírus, são capazes de preservar a célula humana sem causar nenhum dano. O resultado: do total de 88 moléculas, sobraram 5 que poderiam ser utilizadas como um antiviral contra a febre amarela, dessas cinco, duas apresentam grande potencial para bloquear a ação do vírus da dengue, especificamente o subtipo 2.

A descoberta foi dos pesquisadores do ICB Carolina B. Moraes e Denise Pilger; professor Paolo Zanotto, do Departamento de Microbiologia; Sabrina Queiroz e Laura Gil, da Fiocruz; além de Freitas-Júnior. O artigo “Drug repurposing for yellow fever using high content screening” descreve toda a pesquisa e pode ser encontrado no repositório Biorxiv.

Referências.
SAÚDE. Remédios para outras doenças podem tratar a febre amarela. Disponível em: < https://saude.abril.com.br/medicina/remedios-para-outras-doencas-podem-tratar-a-febre-amarela/ > Acesso em: 07 fev. 2018.
Jornal da USP. Cientistas descobrem compostos com potencial de tratar febre amarela. Disponível em: < http://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-biologicas/cientistas-descobrem-compostos-com-potencial-de-tratar-febre-amarela/ > Acesso em: 07 fev 2018.

 

Cadastre-se e receba as novidades do nosso informativo no seu e-mail: